sexta-feira, 13 de março de 2009

Vida louca vida

Parece que a gente sempre está correndo atrás do próprio rabo, tentando resolver um leão a cada dia.
Parece que mais a gente resolve, menos estão solúveis as situações, e desencavam mais algum problema pra ser resolvido.
Todo dia...
E se a gente acumula, eles nos soterram.
É aquele tal negócio: "se correr, o bicho pega. se ficar, o bicho come".
E como ser homem se a gente não tem aquilo lá roxo e nem o resto que defende e dá realemente ao macho direito de se valer?
O sexo frágil muitas vezes é descriminado, mas não é sempre, essa semana, nós tivemos direitos e como nunca usufruí de muitos deles.
Aliás, em falar em direito, temos muitos e não sabemos nem da metade, usam deles pra surrupiar nosso dindim e ficamos muitas vezes a ver navios.
Pois bem, é assim que temos que viver, sabendo, informado-nos, procurando ser cidadãos, não só com impostos a pagar e nem obrigações a cumprir. Se temos direito, temos que ter paciência e fazer valer nossas vantagens por aqui estar nesse mundo cão e país tão cheio de injustiças e violências, que passam por nós sem nem percebermos e quando não, temos cravada uma bala que veio de não se sabe deonde perdida, ou achada ao Deus dará.
Pode ter certeza que é difícil viver nesse país, mas temos que buscar o que nos vale.
Estudar, saúde, isenções, direito do consumidor: quebrou algo, temos que ter direito a consertar na garantia. Temos algum benefício, por mais idiota que seja, vamos lá buscá-lo, e tá aí, pronto, assim temos reservinhas que juntas num determinado tempo, podem ser o que nos fará conseguir algo mais, tipo um livro, um curso, uma moradia.
Ter conta sem tarifa se tem renda pequena, ter poupança mesmo com problemas, mas pra se organizar pra pagar suas dívidas, por que, não?
Tem que se haver saída pra todo problema, aliás a única saída, como diz o povo, o que não se tem, é a morte!

Cristiana Passinato