segunda-feira, 6 de abril de 2009

Minha visão sobre eCelebridades

"Celebridade

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Nota: Para outros significados de Celebridade, ver Celebridade (desambiguação).


Uma celebridade é uma pessoa amplamente reconhecida pela sociedade. A palavra deriva-se do latim celebritas, sendo também um adjetivo para célebre, que quer dizer "famoso, celebrado".

A fama é o principal pré-requisito para o status de celebridade[1], mas nem sempre é suficiente. De fato, como "infâmia" (um perfil igualmente bem reconhecido, mas no sentido de mau-exemplo, o antônimo de fama) que parece ter caído no uso comum - com até criminosos sendo considerados famosos, mesmo não sendo necessariamente celebridades - o perfil requer uma presença ativa, pelo menos na mídia, enquanto o crime geralmente requer publicidade.

Algumas vezes um jogo é feito na tentativa de chamar atenção da imprensa, com notas divulgadas por uma assessoria sobre o dia-a-dia do artista ou até mesmo plantadas para causar polêmica.

Tradicionalmente, mesmo políticos bem conhecidos raramente são descritos como celebridades, mas na era da televisão muitos tornaram-se de fato célebres. As celebridades atuais são principalmente figuras da mídia, especialmente da TV e do cinema."

Extraído de Wikipedia: in: http://pt.wikipedia.org/wiki/Celebridade


Bem, vou dar a minha visão agora do que é celebridade, ok?

Pra mim, celebridade é a pessoa que por algum tipo de situação, ação, ou legado torna-se célebre, ou seja, reconhecida, conhecida, famosa, ou qualquer tipo desses de sinônimos. PONTO.

Mas a palavra vem sido empregada - bem como muitas por aí também - de forma esteriotipada e até mesmo destorcida.

Na minha opinião, por esses adventos de show de realidade, dentre outros tipos de disseminação de notícia instantânea que mais celebrizam a pessoa que o fato ligado a ela que vieram a causar, além de outros fatores há muito já estabelecidos que vieram a amplificar esse fenômeno sócio-midiático.

A internet só aproximou quem não podia falar com seus fãs através das tais e tão temidas redes sociais, que hoje viraram verdadeiras febres e manias dentre empresas, jornais, revistas, e vilãs de Escolas, Universidades, etc... que as bloqueiam.

Twitter? Não vejo como rede social, mas sim, como microblogging mesmo, com possibilidades e ferramentas para quem quiser acompanhar as postagens e notícias, indicações e outras comunicações do fulaninho de se comunicar, porém aberto e livre para o usuário seguir a quem quiser, e ser seguido, podendo falar em aberto ou em privado.

Isso democratiza? Sim! Qualifica ou desqualifica? Não vejo que faça nem uma coisa e nem outra, a evolução é natural e não tem como estancá-la ou controlá-la, está aí pra quem quiser, porém...

Os espertinhos que estão de plantão já vieram atacar... O quê, como?

Sim, atacar de famosos por brincadeirinha com objetivos que só não estão tão claros pros que não afundam na twitosfera pra pelo menos saber onde estão pisando, sabe?

Pois é, o Twitter é antes de mais nada pra muitos ali: UM NEGÓCIO! E que rende muito, se souberem como usar... até dos outros!

Portanto, pra mim essas celebridades por instantes e cliques que surgem, são efêmeras, daqui há pouco surge outra novidade que vai superar o Twitter e surgirão outros deles, tais quais os BBB´s aí pela mídia que se perdem em meses e nem lembramos mais dos seus nomes, porque simplesmente nada deixaram de conteúdo e só mesmo deixarão a sua imagem que é volátil. Só se torna célebre mesmo, de fato, aquele que deixa rastro, um legado, conteúdo, ensinamentos e esses de qualidade e contextualizados a cada pessoa que os acompanha, mesmo assim há quem goste e quem não goste e isso é fato, unanimidades são perigosas, e hoje em dia até duvidosas, vide números de follow/followers crescentes por milagre em horas, ou seja, cuidado com o que se vê e fala por Twitter, nem sempre é o que se parece.


Dicas de leitura sobre esse assunto:


*Excelente entrevista da @rosana com o @dansalles, ao blog dela "Querido Leitor", recomendo => http://migre.me/lRz

*Ótimo artigo da @rosana sobre "Um robô de fazer sucesso no Twitter"> http://migre.me/lRv