domingo, 3 de maio de 2009

Se você ganhasse 1 fortuna hoje, o que você faria?

Hoje não tivemos o fundado há 2 semanas e já bem sucedido #blocodainsonia, que é o evento semanal que gerará temas, perante a minha proposta filosófica de crescimento e criação coletiva que comecei a propôr com a Blogagem Voluntária que foi super recebida e bem sucedida no último final de semana.
Mas antes desse exercício, tinha feito o primeiro "Bloco da Insônia" com o tema que já havia jogado no Twitter e em alguns grupos de yahoo, Google e no Orkut e Multiply.
Diferentes foram as respostas, primeiro pela diversidade do leitor e da interação.
Segundo pelas vivências e personalidades com interesses e inteligências diversas sobre o assunto, e muito foi tirado dali.
Eu era a provocadora, que nunca me satisfazia com 1 resposta, pois queria demonstrar que não há respostas certas ou fechadas para o tema, e sim uma evolução de opiniões que podem ser desenvolvidas de acordo com que cada 1 traz de contribuíção.
No Twitter ocorreu uma miscelânea de opiniões, todas muito imediatistas e muito rapidamente retornadas, com a provocação, e pensamento, muita coisa proveitosa saiu, realmente foi interessante como foi rico crescimento das opiniões e encrementos que nasciam, efeito bola-de-neve.
Já no Multiply, as respostas foram mais raras, porém constituídas de um maior teor de reflexão, assim as pessoas descreviam com mais atenção e calma, de forma mais madura o que pensavam, até porque ali há tempo e não há limites de caracteres para tais depoimentos.
No Orkut e num grupo de Ensino de Química nada ocorreu, nos meus blogs também não tive 1 comentário sequer, mas pasmem, acabei tendo muito retorno de 1 grupo de Yahoo, onde a maioria vive de empresariado e meio e ambientes corporativos e foi interessante a quantificação e números colocados, a coisa era mais administrada, o percentual de contribuíção e de uso de cada parte do dinheiro era colocado, não era algo só filosófico, mas nesse tipo de público alvo há necessidade de ser mensurado tudo que se exerce, para se impor metas e objetivos, planejando assim se realmente pode-se vislumbrar a execução real desses desejos, além de estabelecer que parte desse capital ganho pudesse render mais dinheiro pra manter o patrimônio e os projetos e manter a assistência que poderia ser efetuada através desse montante ganho.
Pois bem, o que mais foi falado em se fazer seria:

1) Ajustar a sua vida - sanar dívidas, saúde, estudos, etc;
2) Ajustar a vida das pessoas parentes, parentescas, família;
3) Moradia e condução própria (carro e casa);
4) Negócio promissor e aplicações;
5) Viajar para lugares prazerosos;
6) Fazer caridade ou bem ao Meio Ambiente, algum projeto Voluntário, etc...

Foi interessante que se pensou quase que na totalidade nesses comuns desejos, em suma.

Muito foi falado e rico foi o desenvolvimento de como manter o dinheiro e as obras que seriam efetuadas, pois se poderia acabar com tal dinheiro e não poder manter 1 dos citados acima.

Esse tipo de exercício foi tão interessante que fiz questão de mesmo depois de um tempo registrar aqui como produto da nossa reflexão.

E você, o que pensa em fazer com o dinheiro que ganharia e não saberia bem onde colocar se ele fosse tão grande que mesmo que fizesse tudo que se quisesse, ainda sobrasse pra muitos anos?

Cristiana Passinato