quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

26/01/2004 Os Jovens que Amaram em Demasia // p/ @anabeatrizpsi ler

Como pode um amor tão forte em um mês dar segurança para dois jovens
sairem buscando a aventura, talvez o não permitido pelos pais diante de 
seus olhos ou por preconceito social, ou mesmo por falta de dinheiro
para procurar um hotel para se fazer algo "proibido".
Foram-se eles, pelo mundo afora, fugitivos dos que sabiam que tudo podiam lhes dar!
Os pais? Em desespero, a procura de algo já passado - seus filhos.
Já há uma semana, possível que tivessem sido mortos.
Nossa! Então o que seria uma história de amor, acabou em tragédia?
Sim.
Parece que sim, história infantil com final infeliz para quem desobedeceu
papai e mamãe, mas infelizmente, no atual mundo sujo em que vivemos, 
não podemos nos dar ao luxo de aventurar fazer algo fora do conveniente.
Não dá para arriscar!
Ainda bem que por outro lado o outro casal "fujão" foi encontrado em PortoSeguro,
em uma pousada, mas infelizmente o pobre do namorado - empregado, garçom dapousada
da mãe da menina - pode ser indiciado por seqüestro sugestionado.
Agora, pode?
Pergunta?
Ela, a menina, também não merece um bom castiguinho?
Acho que basta, não é verdade?
Ao ver o que os "colegas" de fuga passaram e hoje já não estão entre nós,
já é castigo suficiente, pelo menos, eu pensaria um pouco e refletiria
colocando-me no lugar deles.
Já pensou se fosse com ela?
Pois é... Meninos do meu Brasil varonil... Acordem para vida! Vejam menos 
Malhação, filmes de amor com finais felizes, pois a vida real não é ficção
e é muito mais doída do que se pode imaginar.
Estamos a cada dia por um fio, basta um passo mal dado!

Cris Passinato