domingo, 15 de maio de 2011

Silêncios, pausas e reflexões...


Mesmo os silêncios menos aparentes são necessários.
São pausas na existência que dão vez aos pensares.
Precisamos desse vazio e a distância entre uma fala e outra.
Essa distância quando se encurta e a reflexão não é tão bem vinda pode-se quem sabe causar arrependimento.
Nem tanto, nem tão pouco, há o equilíbrio...
Precisamos também dele...
São lições que recebi do vento, pelo esvaziamento e pela distância vazia causada pelo silêncio, mas que me permitiram crescer na arte do pensar...

Amadurecer isso é possível e necessário, e depois de acontecido, só se colhem dos jardins da vida as flores da compreensão e do amor adulto e sadio.
Cristiana Passinato