quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Bebê diabo



Ontem na aula de "Violência na infância e em sala de aula", o professor Ary Pimentel apresentou muitas imagens interessantes, tais como essa, a do "Diablo baby", que representa uma ambiguidade imensa nos detalhes que podemos reparar na tela...
Segue um comentário sobre a obra de arte:

A imagem escolhida pelo nosso grupo é: ’’Bebê diabo’’ de Marianna Gatner. A artista canadense é famosa por suas imagens perturbadoras. A sua genialidade está em quebrar expectativas mostrando elementos antagônicos. Tomando por base a imagem citada anteriormente, o bebe que sempre foi visto pro símbolo de inocência e pureza é transformado em um ser maligno, com traços satânicos e adultos.
Essa quebra, alem de causar um choque ao expectador que está acostumado com a arte convencional, também brinca com os mitos da sociedade moderna. A tatuagem no presente no bebê sugere que o bebê se tornou um bode expiatório para os pecados do marinheiro (marinheiro pintado pela artista em 1999 na tela: ‘’meninos marinheiros’’). Conclui-se que o bebê incorpora os pecados de sua mãe, criticando a visão crista em que o bebê já nasce do pecado inicial.

Integrantes:
Ana Carolina Nunes
André Lima Zucarelle
Lucas Mendes de Oliveira
Matheus
Jordao Vilela