sexta-feira, 7 de março de 2014

Greve dos garis no Rio de Janeiro

Muito essa semana, logo após o Carnaval ouvi sobre essa greve.
Muito observei, de todos os lados.
Tirei minhas próprias conclusões e resolvi escrever sobre o que penso sobre o assunto.
Engraçado como o povo é. Todos podem se manifestar em suas áreas respectivas, mas os profissionais da COMLURB, não?
Outro aspecto interessante. A sujeira é gerada por nós. Nós somos mal educados e fazemos da cidade uma lixeira nesse tipo de festa. Por que culpar só a falta dos lixeiros por toda sujeira gerada nessa data?
Está tão incomodado com o cheiro de carniça de sua rua imunda depois do Carnaval? Por que não realizar um mutirão e colaborar com os nossos companheiros de luta que sofrem o pão que o diabo amassou e tratam com o pior dos materiais que é o lixo?
Isso ninguém quer, não é? Limpar sujeira. Ninguém quer lidar com o mal cheiroso e o que se joga no lixo, só quer reclamar.
É esse mesmo povo que reclama que vota nos corruptos por tantas gerações e quando ocorre qualquer escândalo fica fazendo alardes. Sabe tudo pela metade, não se informa de nada mais profundamente e adota uma postura reacionária e só quer reclamar.
Nosso povo tem esse péssimo hábito. Vai engolindo tudo que a mídia nos mostra de forma cega e aceita como verdade, sem menor senso crítico, questionamento, pesquisa e busca do que realmente ocorre na realidade.
Quantas asneiras estou ouvindo nos artigos, noticiários e internet. Quanta falácia envolvendo partidos, discursos partidários.
Não, pelo que me lembro, nós começamos a dizer que o “gigante tinha acordado” sem querer bandeiras pelas manifestações. Não era isso o combinado?
Vamos fazer assim? Quando algum colega de alguma outra classe se manifestar, mesmo não sendo de rua, ou quem é de rua, ajude. Dê apoio e não fique parado reclamando.

O gigante nunca vai acordar desse jeito, aliás eu acho que ele não acordou, não. Ele só se assustou e depois voltou a hibernar... Vou te contar...