domingo, 27 de julho de 2014

Que valores são esses do hoje?

Meu Deus, eu li isso: "A importância da consultoria de imagem..." - na boa, tem alguns que prefiro antes. 
Sem dizer os conselhos comportamentais. A pessoa sendo modelada para viver em uma sociedade descartável que desvaloriza o diálogo.
Seja longe (à distância) ou perto (pessoalmente) não se há um papo, uma conversa. À distância cria vínculo e não pode. É pernicioso.
Há quem eu não veja há anos que à distância eu fale todo dia, e quando saímos é divino, mas o diálogo é constante, sempre, é ininterrúpto.
Ver hoje pessoas moldadas, casamentos por contrato de artistas, gente não confiando em amizades que são sempre por interesse, nossa...
Que mundo é esse? Não é a virtualidade, não, é a falta disso, do diálogo. Das pessoas perderem tempo umas com as outras. Pais com os filhos.
Não vejo como a internet e nem a velocidade dos acontecimentos como culpados por essa carência coletiva. É falta de amor.
O personagem é construído, lá na TV, lá tudo tem que ser lindo e perfeito. Na mídia tudo tem que ser lindo, maravilhoso. Esse é o problema.
Os modelos são errados, frágeis, não têm consistência, valor, não são sólidos, duradouros. Tudo é fantasia, dinheiro, marketing.
Isso acaba sendo reproduzido, as pessoas tentar copiar, viram escravos de modelos impostos por pessoas que nem são modelo ideal sequer.
Falta Deus, falta amor, falta personalidade, falta tudo. Meu Deus, para quê deixar de ser você mesma para ser outra pessoa pra que faça sucesso?
Nem que eu fosse famosa, rica, poderosa, qq coisa assim, eu ia topar por dinheiro nenhum ser produto de marketing. Moldada por terceiros.