sexta-feira, 2 de janeiro de 2015

Sobre ações da Igreja com moradores de rua...

Lembrei do filme da Irmã Dulce, que a própria congregação virou as costas pra ela pq ela deixava de cumprir as obrigações dela no convento e ia pras ruas olhar os pobres e cuidar dos doentes. Isso porque Dom Eugênio intercedeu por Irmã Dulce que estava quase sendo expulsa da sua congregação. O anjo bom da Bahia, assim como Madre Teresa de Calcutá foi muito recriminada, discriminada, ficou só por anos, mas foi muito reconhecida pelo povo. Foi com apoio do povo que ela conseguiu ver o Papa João Paulo II. Graças a Deus, hoje isso tudo é diferente na Igreja. Pelo visto, depois de muitos anos, o exemplo delas pode ser seguido e não repudiado. Pai, que o Senhor abra muito mais a Igreja para tais feitos. Que Deus guarde a alma dessa mulher tão linda que foi Irmã Dulce.
Moradores de rua assitem à missa na Paróquia Nossa Senhora da Conceiçao e São José, no Engenho de Dentro - Cezar Loureiro / Cezar Loureiro

Leia mais sobre esse assunto em 
Ação em igreja no Engenho de Dentro ajuda moradores de rua
© 1996 - 2015. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.