domingo, 8 de março de 2015

Parabéns, mulher!


Que muitas pseudo frágeis românticas a la Ana Steel convertam senhores Greys de seu mundo egoísta do prazer ao pleno amor... 

Porque 50 tons é um conto de fadas que mostra acima de tudo que o amor transforma até a mais dura pedra em um coração sensível. Que tudo tem um porquê e que vale a pena sonhar com o verdadeiro amor. 
A trilogia mostra a negociação e todo o sofrimento que muitas vezes uma mulher tem de passar para conquistar um homem de verdade e que quando um homem ama, não vê detalhes, pois a Ana nem de longe é a mulher esteticamente "perfeita" e muito menos tem algo interessante a oferecer... 
Ao contrário, ela é justamente o inverso do universo Grey e ela vai o modificando até chegar aonde ela quer. 
Essa é a mulher de verdade. Ela sabe o que quer, luta, conquista e assume o que tem que assumir para tomar posse dos sentimentos dela com precisão. Mulher é esse ser delicado, sensível, complexo, mas firme quando detecta o que quer... Principalmente seu verdadeiro amor. 
Bjs, Cris Passinato