sábado, 21 de novembro de 2015

Militância, arte e reflexão...


Tudo que transgride, tudo que causa pensamento, reflexão, tudo que quebra paradigmas e causa rupturas leva aos novos paradigmas... Acredito, hj, muito nisso. A massificação da informação tão somente pela informação causa estagnação... As verdadeiras evoluções, são na realidade advindas de revoluções, não de melhoras de pensamentos. No passado, infelizmente, sangrentas guerrilhas foram presentes na história da humanidade para as suas ideologias se estabelerecem, mas o que me dá ainda um pouco de esperança na democracia é que a alternância de pensamento, ideologias no poder são alternadas. Tenho completo pavor de toda e qualquer forma de ditadura, seja de que natureza e campo. Tudo que me engaiola me assusta e não quero nunca reproduzir esse tipo de pensamento aprisionante na minha práxis tanto na Educação, quanto na minha vida.
Se eu interfiro, seja lá, um pouco em sua forma de pensar, por favor, pense sempre, nunca se deixe parar de refletir...
Tenho feito esses apelos de forma exaustiva, pois penso que o processo do aprendizado, da educação só consegue se dar no terreno fértil do pensamento, nunca da bitolação do informar para reprodução em série e massa do que é pré-formatado como correto. Isso nunca será o meu discurso, minha vivência, nunca.
Leia também: "MÁRIO PEDROSA: MILITÂNCIA E ARTE" (Cosac Naify)