domingo, 20 de dezembro de 2015

Essa sou eu...


Bem, essa sou eu.
Não faço pose, não faço questão de ficar bem na foto.
Fico desgrenhada.
Ajudo a quem precisa, sou amiga em demasia.
Tudo meu é intenso.
Não sei ser pela metade.
Sou professora-mãe, por carência de exercer tal dom, pois Deus não me concedeu (ainda, quem sabe) tal honra.
Mas é assim que sobrevivo.
Mesmo não sendo unanimente aprovada, essa sou eu.
Tenho defeitos, erro, falo bobagem, falo o que não devo, não tenho filtros, falo demais, me arrependo depois de falar tudo que falei e que não era para ser dito, mas essa sou eu.
Em construção sempre.
Cada dia melhor...
Se não fosse assim, não seria essa aqui, que apesar de ser isolada, renegada, ignorada, sei que faço o meu melhor e deixo um rastrinho de bons exemplos para muitos.
Um beijo pra quem eu amo e pra quem eu não amo e quem me quer longe, deixo minha oração do fundo do coração.