sábado, 2 de janeiro de 2016

A paz de desapegar do que não é mais sadio...


Bem, 3h da manhã e praticando o dom do desapego. Desapego de pessoas que podem ter me aprisionado em uma redoma que me fez mal. Quem sabe quebrar essas vidraças espessas dessa gaiola não me faça enxergar o que eu tenha que ver, com meus olhos e eu me sinta livre como precise hoje. Libertação de pessoas que podem estar me colocando pra baixo, pra trás. Deus sabe o que faz. Que as velhas algemas sejam arrebentadas e novos laços sadios comecem. Seja esse o fluxo de boas energias do mundo pra meu ser. Preciso!