sábado, 4 de junho de 2016


Na escuridão da solidão podemos enxergar o que não se via, apesar de tanta luz. Luz ofusca mtas vezes os olhos. De olhos bem abertos no escuro, sentimos muito mais que na iluminação e com o barulho. Silêncios são necessários para ouvir melhor o nada. Deus fala nos momentos assim, aparentemente árido e de ócio. De repente não é luz, não é som, não é nada, a gente só sente. O mais profundo silêncio e escuro nos fazem chegar a um estágio quase de inércia de alma e nos faz sentir o que não se sente na turbulência. Descansar do barulho é bom também. Os ouvidos e olhos cansados nos fazem pensar mal, fazer mal, sugam nossas energias e nos perdemos. Excesso de luz e barulho faz mal e não nos traz nada de bom.