sábado, 4 de junho de 2016


Quanta gente errando em demarcar o território no infinito. Não tem como colocar cercas no que não se dimensiona. Amar significa ser livre. É lindo quando aprendemos que admirar o mais amplo é libertador e alivia quem se sente sufocado pelas cobranças dos padrões da sociedade. Ñ há alívio maior q ñ aprisionar ng nos estigmas e rótulos impostos pela imagem que nós mesmos criamos do outro. Deixe sê-lo como quiser. O outro não sou eu e nem eu sou o outro. Somos diferentes e semelhantes. Caminhar de mãos dadas não significa que coloquemos coleiras. O outro é ñ é um objeto de meu bel-prazer, e sim alguém e administrável pelas experiências e sentimentos dele, ñ cabe a mim controle algum. A nossa mente cria armadilhas incríveis de nos manter no mundo ilusório, confortável para o prazer. Nossa psiquê é incrível, mas cria artifícios para acreditarmos em tudo que a nossa mente acha agradável. Cabe a nós, pensantes, não permitir Nós somos seres dotados de inteligência, podemos dominar nossos pensamentos e controlar nossos instintos. Consumismo, sexualidade, sentimentalismos, impulsos compulsivos, tudo isso pode ser cortado com auto-controle e conhecimento. Ansiedade, estresse, depressão, pânico, medos, manias, td isso é só o caminho + rápido pra q a psiquê comece a criar essa zona de conforto. O mais difícil é no meio do surto ter auto-controle, admitir pra si próprio e vir a quebrar esse estímulo de que o fantasioso é real. Esse processo é estimulado o tempo todo pelo consumismo, pela indústria do virtual, agora então os games, etc... Todo processo d dependência e vício q é estabelecido advém desse tipo d mecanismo, e precisamos detectar p/ ñ nos permitir sermos vítimas. Pais, educadores, e até nós mesmos como indivíduos temos o dever de lutar para que esse tipo de doença coletiva não seja mais estimulada. Vejo absurdos, atrocidades acontecendo nos noticiários e nos links q compartilho aqui dos maiores portais de informação q têm a ver c/ isso. Não somos animais, somos seres pensantes. Emocionais e carentes, mas inteligentes e podemos desenvolver o auto-controle.